quinta-feira, 30 de abril de 2015

PERCEPÇÃO

Do lado de dentro o mesmo rebuliço
que o sentimento não tem avesso nem forma.
O exterior é campo pisado:
é onde a brasa dança sozinha sobre o feno
e desenha os arabescos
que a vida vai deixando à margem dos dias.
Ao poeta cabe assistir a tudo
de sua janela solitária
e transformar em versos, sem machucar
os sonhos congelados nas artérias da alma.

Basilina Pereira


2 comentários:

Clau Assi Poesias disse...

Missão
Inspiração
Piração...
cabe ao poeta!!!

beijo ternurento, amada Basilina

Clau Assi

Basilina disse...

Muito grata pelo carinho. Beijos.