terça-feira, 1 de abril de 2014

FUNDO FALSO


FUNDO FALSO

 

O homem inventou a solidão.

Cada um em seu mundo

conduz o passo

de olho no pé

em pé

sobre areia movediça.

E não há como salvar-se

enquanto o egoísmo sedimentar o seu reduto

e o medo rondar as vielas estreitas.

A vida que olha de fora pra dentro

é uma vida inventada,

onde o grito camuflado

cativa o silêncio dos ventos

num lance de pura sedução.

E o sentimento morre numa cava de ilusões

soterrado pelo fundo falso.

 

Basilina Pereira

 

2 comentários:

Clau Assi Poesias disse...

Ler o que você escreve é uma aula de poesia!!!

beijo ternurento

Basilina disse...

Bondade sua, amiga. Vc também me encanta com sua poética. Grata sempre pela visita e pela amizade. Bjos.