sábado, 6 de abril de 2013

PRIMAVERAS

PRIMAVERAS

Mais um aniversário.
Que mais posso desejar neste dia?
Acordo com uma orquestra de pássaros,
Abro a janela e muitas orquídeas me sorriem
com seu colorido sempre único
e algumas até me presenteiam com seu perfume.
A minha alma cultiva sorrisos
num universo que, em amor, delimitei:
minha família, meus amigos e a poesia.
Paro e penso...
A primavera se aproxima e já contei muitas delas
nem todas belas, mas vivi e ultrapassei.
Hoje sei que, se a brisa nos acaricia pela manhã,
é porque escolhemos deixar as janelas abertas.
Sempre há riscos: rajadas mais fortes,
redemoinhos e até tufões,
mas os perigos são o molde
por onde a lua brilha e a vida
faz valer o caminho.

Basilina Pereira


2 comentários:

Clau Assi Poesias disse...

Aproveitando a noite de domingo para saborear teus versos.

Encanta-me.

Beijos ternurentos
Clau Assi

Basilina disse...

Obrigada, minha querida, os seus também são primorosos. Talento e sensibilidade: uma dupla imbatível.Beijos ternurentos também.