segunda-feira, 19 de outubro de 2015

SINFONIA PARA CAVALOS



SINFONIA PARA CAVALOS

Eles têm a leveza dos ventos
e sabem balançar as crinas
com harmonia e afinação.
Na pelagem, o sol inaugura o seu brilho
e nos olhos há qualquer coisa que canta,
assobia e de repente se cala,
como para embalar a sua própria respiração.
Em manadas, cospem estrelas
e ensaiam seu batuque nas patas:
são astros selvagens e belos,
às vezes feras lapidando a poesia.

Basilina Pereira

Um comentário:

Clau Assi Poesias disse...

Linda sinfonia, amiga.

Que delícia é visitar seus versos.

beijos ternurentos
Clau Assi