sexta-feira, 23 de julho de 2010

SUPERSTIÇÃO


SUPERSTIÇÃO


Agosto já não me assusta.


Ele chega com sua missão de varrer a terra


e plantar sob a sombra das árvores


aquele tapete seco que um dia será pó.


E só.


O sol inchado e amarelo quase geme,


fingindo-se de enfermo e maltratado pelo vento.


Mas eu o ignoro e sigo em frente:


mais dois passos e será setembro.


Basilina Pereira

Um comentário:

helen ps disse...

Também espero setembro...e a primavera de volta!

Abraço

PAZ e LUZ