quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

O QUE DIZ O SILÊNCIO

O QUE DIZ O SILÊNCIO

No vértice da palavra ...
a ausência do som é o nó
que trava o sentimento.
A flâmula que se debate ao vento
risca o espaço, quer atravessar a fenda,
embrulha o tempo e, ainda assim,
só o relâmpago de um olhar acuado,
que devora o momento de um só gole.
Tudo está ali e nada se pode ver.
A vontade embebida em gestos contidos
é a folha que o medo engoliu.
E a pedra, que não está no meio do caminho,
mas solta à margem do penhasco. 


Basilina Pereira

2 comentários:

Clau Assi Poesias disse...

Que o menino Jesus nasça em nosso coração e nele faça morada durante todo 2016.
Beijo ternurento
Clau Assi

Basilina disse...

Obrigada, querida Clau. Que 2016 seja uma grande página em brnco onde caibam muito poemas novos. Um grande abraço.