sexta-feira, 24 de junho de 2016

SONETO MÁGICO




SONETO MÁGICO

O amor faz poesia entre lençóis
e baila terno na leveza de outro corpo,
desata os fios que poderiam ser nós
e, repente, eis a flor em laço solto.

Na penumbra de uma noite sem segredo,
duas bocas numa só voam sem pressa
um sorriso em cada asa vence o medo:
é a magia que só colhe o que interessa.

Gestos brandos oscilam no vão da hora
o tempo é arco, anteparo contra o vento,
voando baixo, sem pressa de ir embora.

Querem prender e eternizar o momento
pois na vida vale menos o que está fora,
fica a magia que envolve do sentimento.

Basilina Pereira


2 comentários:

Clau Assi Poesias disse...

Bom dia!!
Dizem que “ler é viajar”...hoje estou viajando por aqui. E que viagem!!!

Beijo ternurento
Clau Assi
https://clauassipoesias.wordpress.com/

Basilina disse...

Obrigada pela visita, querida Clau. Saudades.