domingo, 30 de novembro de 2014

O AMOR

Amor é desassossego
planta rara em floração,
traça caminhos de estrelas
faz descalço o coração.

Nada é mais forte e seguro
e ao mesmo tempo um cristal,
tece o corpo, veste a alma,
entre a brisa e o vendaval.

Fabrica ninhos de sonhos
colhe a lua por prazer,
faz trilha rente ao abismo
voa o medo de sofrer.

E ao final colore a vida
cada dia é um jardim,
toda hora um brilho novo,
que move as velas do sim.

Basilina Pereira

Um comentário:

Clau Assi Poesias disse...

Sexta- feira fria aqui. Bom vir aquecer o coração e a alma.

Beijo ternurento